quarta-feira, 21 de abril de 2010

Drive in 2 - Faltou você...

O tesão estava alto nesse dia. Pena que faltou você!

Drive in

Mais uma no drive in...Ela estava muito safada!

Labirinto da Beach Club

Estavamos sozinhos no labirinto...Procurando alguém. Mas não apareceu.
resolvemos brincar eu e ela.

Sofazão da Beach Club

Este lugar nos trás grandes recordações. Aprontamos muito nesse sofá.

Férias - Tudo pode acontecer. E aconteceu!!


Olá caros leitores desse blog de sucesso!



Voltamos para contar as novas aventuras pós carnaval.


Durante o mês de abril de 2010, estávamos de férias e isso nos levou a procurar algumas sacanagens a mais.


Tudo começou numa quinta-feira, quando liguei para a minha deliciosa esposa e avisei que havia um tarado de codinome Peixe que mantive contato e após as devidas apresentações virtuais e as explicações das nossas regras topou sair conosco.


Marcamos com o tarado num posto de gasolina perto do motel. O cara parecia o Mickey Mouse, mas até aí, tudo certo. Fomos em dois carros. Tudo ficaria por conta do single e por isso, a garagem seria dele. Mas tudo bem. Paramos numa vaga dentro do motel e fomos a pé até o quarto.


O anfíbio, digo, o Peixe escolheu até que uma suíte bem legal no motel Corpus, com hidro e cheia de nove horas.


Logo que entramos e o tarado foi ligar todos os os equipamentos do recinto, aproveitamos para tirar umas fotos. Minha delicia começou a me chupar e quando percebi o caboclo já estava lambendo e alisando a bunda, repito a BUNDA da minha esposa. Repeti pois se trata de uma bela bunda. O rapaz não se conteve e foi logo chupando tudo que viu pela frente, inclusive a bucetinha dela. Nessa hora fiquei doido!...Não de ciúmes nem de tesão. Mas porquê ela havia me dito que jamais outro homem iria chupar aquela buceta. Bom, vocês já perceberam que a escolha do caboclo foi acertada, né? A danada sei lá porquê se entregou ao tarado. Eu já para adiantar o processo, tirava toda a roupa dela e ele, percebendo a bucetinha de 4, toda abertinha, se posicionou por trás e começou a raspar o pau nela. Aquilo nos deixa doidos de tesão.


Então, a virei e comecei a comer minha safada enquanto ela se deliciava com o pau (grande segundo ela) do tal réptil, digo Peixe.


Depois, levei meu pau até a boca dela para que ela chupasse dois de uma vez. Isso é outra coisa que ela adora.


Então, perguntei se ela queria que o tarado a comesse. Esse tipo de pergunta, já falei que nem tem sentido, mas é sempre bom perguntar, né? Ela deitou e o tarado veio por cima, raspou o pau na buceta hiper molhada de tesão, depois encapou o meninão e mandou ver.


O corno aqui, fotografando e ela gemendo muito no pau do tarado. Adoro vê-la se deliciando com outra pica, me olhando com cara de safada e sentindo muito prazer. Dá um ciúmes da porra, mas faz parte.


Me aproximei e dei o meu pau para ela chupar e não aguentando mais de tesão, queria gozar dentro e pedi licença ao tarado para comê-la. Caraio...pedir licença para outro cara para poder comer a própria esposa é phoda!!!


Gozei umas duas vezes na buceta dela e acredito que o caboclo também, pois a camisinha saiu meio zuada de dentro da buceta dela.


Fomos para a hidro dar um descanço para os joelhos maltratados da minha gostosa e ficamos batendo um papo com a água e tomando um peixe, digo, batendo um papo com o Peixe e tomando uma água mineral.


Nós dois dentro da hidro e ele educadamente do lado de fora. Conversamos sobre várias coisas, aliás, mais ouvimso do que falamos pois o cara fala pra caralho!....Sorte do oceano que ele vive em terra!


Subimos de novo e quando estávamos deitados, começamos tudo de novo, lambendo os dois seios dela. Um de cada lado. (ela fica doida co isso). E não é que o FDP foi lá chupar a buceta dela de novo???....PQP! Olhava aquilo e não acreditava. Ela se contorcia na lingua dele, me olhava com uma cara de vagabunda safada e delirava! O que eu podia fazer? Foi o que fiz. Dei eu pau para ela chupar. Mas quem disse que ela me chupava?...Nada...nem tinha coordenação para tal proeza. O cara estava sugando literalmente toda a atenção dela com a lingua!


Só me restou por alguns instantes ficar olhando, batendo uma bela punheta esperando a chance de brincar também.


Quando eles se desvencilharam, aproveitei e comecei a comer ela enquanto ela segurava no pauzão do tarado e chupava como uma louca.


Aí, dei a vez ao cara, para comê-la de 4. Pedi que raspasse o pau na bucetinha dela para molhar bem e depois de vê-la encaharcada, mandou ver nela, de 4.


Dei meu pau para ela, mas mais uma vez, ela preferiu se concentrar no tarado. Coisas de corno. Peguei a camera e me coloquei a filmar os dois. Foi muito excitante ver os dois gozando. Tanto que logo que terminaram, joguei a camera na mão do tarado e corri para gozar na boquinha da minha esposa. Ela, como sempre, adorou e bebeu o que pôde.


Terminamos a doidera e depois de um refrigerante fomos embora, satisfeitos e com vontade de mais!


Tanto é, que na sexta-feira, agitamos de fazer uma brincadeira com um casal que levamos na Beach Club no carnaval. Eles são do Guarujá e fizeram questão de dizer que era realmente mesmo ambiente, sem nenhum tipo de toque ou coisa mais sexual entre os casais. Topamos e fomos até a casa deles. Nos receberam super bem no Q.G. dos Smurfs. Cara, a casa deles é bem show, mas é toda azul!!! Um azul forte que logo e lembrou o papai smurf.


Antes de entrarmos, pediram que colocássemos nosso carro para dentro da casa e entrássemos no carro deles para um passio pela noite do guarujá e para bebermos um guaraná em algum barzinho. Rodamos e quando chegamos no tal barzinho, eles preferiram que fossemos para a casa deles, uma vez que já estava tarde. Entenderam? Nem nós. Nos olhávamos e pensávamos com certeza a mesma coisa. “Como tem gente doida ness mundo!!”...rsrsr....


Mas tudo bem, voltamos para a casa azul e ficamos batendo um papo. Sabe aquele lance que todo mundo tá com vontade de transar mas fica um clima de quem começa?


Depois de quase uma hora de papo, sei lá quem começou o lance, só sei que já estávamos cada um no seu canto, no seu devido quadrado, transando com seus pares. Tá certo que eu estava pouco a vontade e demorei uns belos 20 minutos para aquecer, mas tudo bem...No final, valeu pela brincadeira, até porque o casal é super gente boa, super simples e muito do bem.


Só que saímos de lá com vontade de comer todas e ela dar pra todos. Era início de férias e queríamos muita putaria. Fomos para Santos e no meio do passeio nos deparamos com um drive in. Ah...não prestou. Nos olhamos e decidimos que era ali mesmo.


Entramos, tiramos algumas fotos e partimos para o sexo. Foi intenso. Afinal, ficamos na vontade de algo melhor lá na casa dos smurfs.


Terminamos a noite em casa, exaustos de tanto sexo.


Mas calma!!!....Tá achando que acabou????


Nada!!!!!!!!....Acompanhe agora, o nosso sábado!


Acordamos com a certeza que teríamos que aprontar algo e logo que entramos no msn, nos deparamos com um casal, Casal Devasso. Vai vendo...olha o nome dos danados.


Já haviamos conversado com eles nos dias anteriores e a coisa já estava mais ou menos esquematizada.


Passamos o dia para variar transando e quando foi a noite, nos preparamos para receber os devassos em casa.


Enquanto esperávamos, recebia uma bela chupada da minha deliciosa e safada esposa. O interfone tocou. PQP...logo naquela hora. Mas coisa melhor estava por vir.


Um casal muito agradável e simpático. Chegaram com flores para ela, Smirnoff ice para eles e salgadinhos para todos. Tínhamos na geladeira algumas latas de Devassa, isso mesmo a cerveja, em homenagem ao casal que nos visitava.


Conversamos durante horas. Eles são namorados. Ela, bi assumida e ele totalmente virgem em termos de sacanagem entre casais. O papo fluia bem, cheio de conversas apimentadas que nos deixava com muito tesão até que não sei porque, o assunto caiu para as profissões de cada um e qual não foi a surpresa geral, quando descobrimos que a Sra. Devassa é professora d aminha filha!!!!!!!!!....HAHAHAHAHAHAH...Isso mesmo, caros e nobres acompanhantes desse blog. A Sra. Devassa é professora da minha filha. PQP. Que mundo pequeno da porra! É a TIA C. Como o namorado dela também é professor (não da minha filha, já seria demais!!), apelidamos ele também de TIO, o TIO M.


Espero que ela ensine direitinho a minha filha!..Calma....Não é nada disso!!! Ensine a matéria de que ela é expert. Sim, ela também é expert em sexo, mas digo didaticamente. Não está resolvendo, né?...Bom, deixa pra lá. Vocês me entenderam. Polemicas a parte, vamos deixar a família de lado e voltamos aos sexos, digo, fatos.


Depois do susto começamos a querer algo realmente mais picante e em determinado momento, já não aguentando mais de vontade de transar, peguei minha delicia e comecei a beijá-la ali mesmo no sofá. Quando percebemos, os devassos faziam o mesmo entre eles.


Aí, caros amigos, fudeu literalmente. Fomos os 4 para a cama e começamos uma putaria generalizada. Era mão aqui, beijo ali, lambidas para um lado, passadas de mão do outro lado. Uma mistureba que me deu até medo de sentir uma mão masculina. Ainda bem que o Tio M também deixou claro ter alergia de homens. Aquilo me dava segurança!!!...hehehe


Bom, cada um comia sua esposa e em determinados momentos, elas se pegavam para nosso deleite. A Sra. Devassa, digo, Tia C, se mostrava com um apetite imenso, tanto que para nosso desespero fazia uns barulhos de gemidos muito altos e ficamos preocupados com a vizinhança. Sai um pouco da cama para fechar as janelas da casa e minha esposa percebendo o mesmo, tratou de entregar a sua buceta a TIA C para que a mesma pudesse se ocupar também com a lingua, uma vez que os gritos de tesão vinham do fato de ela estar dando o cu para o TIO M.


Aliás que facilidade hein TIA Devassa??? Minha esposa ainda confessou que ficou com inveja da facilidade que a coisa fluiu.


Após tentar abafar o caso, digo a foda, lacrando as janelas, peguei minha esposa e gozei mais umas tantas vezes.


Estávamos acabados e quando olhamos para o pé da cama, os devassos ainda estavam na ativa. Pegamos um cigarro e ficamos olhando toda a complexidade das tentativas da Tia C, fazer o Tio M gozar. O danado, talvés por ser a primeira vez em grupo, não conseguia gozar de jeito nenhum e percebendo isso a Tia C o levou para a sala, mais propriamente no sofá para que ele pudesse gozar acreditamos nós na boca da Tia Devassa.


Ufa...!...Os gritos e gemidos foram silenciados. Não que a vizinhança tenha reclamado. Mas o pessoal das ruas próximas apareceram nas janelas pedindo BIS. PQP...De novo não!!!!!!!!!! Mais barulho era demais para esse pobre casal que tem pavor de chamar a atenção dos vizinhos, especialmente no plano sexual...hehehe


Brincadeiras a parte, os 4 estavam exaustos. Nós, porque vinhamos de uma maratona sexual de 3 dias consecutivos e eles, pelo esforço sobre-humano de todo o processo orgasmico pelo qual passaram momentos antes!!


É um casal que será sempre bem vindo, pois são pessoas como nós. Que curtem o sexo sem compromisso e sem cobranças. Somente pela sacanagem. Souberam nos respeitar e respeitar nossa casa. Quem sabe outros bons momentos virão, não é?


Uma pena que as férias estão acabando. Mas não dependemos somente de férias para a putaria. Aguardem...em breve, novas aventuras desse casal que sempre tem algo a mais a dizer!!


Beijos


Casal 11:11

Uma pausa para uma bela chupada! E que gozada!!

Ela adora beber leitinho quentinho direto da fonte!!

CARNAVAL 2010. MUITO AMOR E CLARO, MUITA PUTARIA.

Caros leitores desse blog. Iremos agora contar tudo o que aconteceu durante o nosso carnaval de 2010. Para os mais sensíveis, parem por aqui. Para os mais atrevidos e curiosos, lá vamos nós.

Tudo teve seu início na semana que prescedeu o carnaval. Começamos mantendo contato com um dos tarados (nome carinhosamente dado aos singles masculinos, nossos fãs) de plantão que sempre visitam nosso sexlog (www.sexlog.com.br/casalnamoradoslitoralsp) ou um dos nossos sites de relacionamento, tipo, swingcentral, perfilreal, orkut entre outros. Como sempre, procuramos manter um contato telefônico bem didático com o pretendente para que não ocorra nenhum problema durante o esquema. Dessa vez o insistente, digo o escolhido foi o Thor. Um tarado aqui mesmo da Baixada Santista, que se mostrou bastante respeitador e entendedor das nossas meias palavras.

Tentamos o esquema para quinta-feira, já que queríamos iniciar o carnaval nesse dia, mas tivemos que adiar para sexta-feira por motivos profissionais.

Na sexta-feira, enquanto esperávamos o single, já nos esquentávamos com muitos beijos, abraços, chupadas e olhares altamente sexuais (adoro quando ela está desse jeito) e conforme o combinado, ele nos ligou e fui buscá-lo perto de casa. Chegando em casa, minha deliciosa esposa já havia bebido um copo de vodka com dolly limão light para dar aquela aquecida no ambiente e é claro, uma relaxada, pois já imaginava que seria judiada (sei...) por dois alucinados. O tarado por estar comendo uma esposa e eu por estar comendo a minha esposa.

Enfim, após as apresentações de praxe, entreguei a ele a câmera fotográfica e pedi para que iniciasse tirando fotos nossas. Confesso que não tenho muita paciência para que o single entre logo na brincadeira e em menos de 2 fotos tiradas, já dava sinais a ele para vir se juntar a nós. Minha deliciosa esposa já estava altamente excitada, daquelas excitações que sabemos que o tesão está muito alto. Portanto, enquanto ela iniciou uma bela chupada no pau do tarado que inclusive pediu para ser fotografado somente com o pinto totalmente ereto(!) (num intindi), já fui me posicionando por trás para comer aquela buceta safada que escorria de tanta vontade.

Metia muito gostoso enquanto assitia ela se deliciando com a rola do tarado, chupando deliciosamente. Então, perguntei a ela se queria dar pro tarado (não sei porque pergunto, pois ela sempre diz sim e o pior, sempre me dá um ciúme do caralho. Mas fazer o quê, né? Tá no esquema é pra se fuder um pouco também, né?). Continuando, o cara pôs a camisinha e mandou ver. Mas antes, como não poderia deixar de acontecer conosco, ele já deu sinais de que algo seria diferente.

Amigos, não é que o cara estava com o espirito do Buttman? O FDP começou a dar ordens cinematográficas de melhor posicionamento em função do ângulo das fotos que o corno aqui estava tirando. Mais pra cá!...Pare assim agora e empine a bunda!!...Mexe um pouquinho e depois para!!!...PQP...pensavámos: Ele veio aqui pra fuder, tirar fotos ou fazer um ensaio fotográfico para o sexlog???....hahahahahaha....É de fuder, né?...ou melhor, é de não fuder mesmo! Tenho certeza que nós dois pensávamos o mesmo. Esse cara não tá bem!...Percebi que hoje existe o profissional do sexlog, aquele tarado que precisa de fotos publicitárias para se promover no site e atrair outros casais!...É foda...

Mas enfim, continuando o ensaio, digo, a foda, a putaria rolava na sala e depois acabou indo para o quarto. Depois de muitos orgasmos da minha parte e da minha deliciosa, queríamos que o tarado gozasse logo para que pudéssemos descansar. Aí, o ciumento aqui pergunta: Quer leitinho na boca? E ela responde. Sim, claro! E eu, para instigar ainda mais o meu ciúmes, ainda peço para ela pedir ao tarado que gozasse na boquinha dela. O que vocês acham? É claro que ela pediu...

Mas antes, apenas um detalhe...quando ela estava excitada, ficou de quatro e percebi que ela queria levar rola. Perguntei a ela, quem você quer que te coma. Bom, vocês não são bobos. Já adivinharam, né? NÃO!!!! Ela disse que queria que o tarado a comesse de quatro. PQP. Enfiei meu pau no saco, literalmente e fiquei olhando, batendo a famosa punheta de corno e admirando o quanto essa mulher é gostosa!!

Aí sim, depois de um tempo, resolvemos os 2 gozar na boca e na cara dela. Ela já se posicionou na cama, para receber primeiro os jatos do tarado e depois, os meus jatos de porra. Segundo ela, o engasgo foi inevitável, pois era muita porra. Caralho, fico imaginando o dia que ela meter com 3!...Vai ficar uns 3 dias sem comer e nem beber nada – totalmente satisfeita.

Nos alinhamos e aguardamos a boa vontade do caboclo ir embora.

Depois eu ainda tinha forças para comer minha esposa a noite toda, mas entendo que o desgaste foi terrível. Dormimos pensando no belo início do carnaval e o que ainda de bom poderia vir.

E vamos lá...continua.

Bom, acordamos no sábado, transamos muito. Nunca vi minha delicia tão excitada. Levantamos e fomos almoçar fora.

Voltamos e dá-lhe mais sexo. Sabíamos que a noite iríamos numa casa de swing, mas nem nos preocupamos em guardar energia.

A noite de sábado prometia. Nos arrumamos e saímos em direção a Santos. Iríamos conhecer a Tentação Club, uma das casas de swing da região. Passamos em frente da Lillith, no endereço antigo e foi só virar a esquina já estávamos na Tentação. Então pensamos na possibilidade de irmos na Beach Clube, aqui mesmo na Praia Grande, pois pelo menos havia uma bela piscina e com o calor perto dos 59 graus, resolvemos então pela Beach Clube, apesar de alguns poréns.

Ppegamos a estrada com muito trânsito e acabamos chegando por volta das 00:45hs. Ainda conseguimos pelo menos a consumação mínima.

Ao entrar na casa, percebemos que tudo que escrevemos sobre as outras casas da região é a mais pura verdade, mas não se aplica a Beach Clube. Uma casa bem diferente. Com muitos ambientes confortáveis, muito ampla e arejada e muita gente bonita (nem tanta assim, mas...rsrsr...)

O Lando, proprietário, nos apresentou o lugar e deixo aqui alguns comentários para possíveis melhoras: Pra começar, entendo que o labirinto poderia ser mais espaçoso e mais confortável. As cabines são muito apertadas. Na verdade essa seria a única crítica mas confesso que não posso deixar de destacar aqui a quantidade de tarados singles. Eram muitos. Entendo que nas casas de swing sempre deve haver o single, mas também entendo que no máximo, por exemplo, 1 pra cada 10 casais seria o suficiente. Quando esse número é exagerado, acaba intimidando alguns casais e eles mesmos acabam não se divertindo, pois começa uma competição de caça e melhor posicionamento para o aproach em algum casal.

Essa parte é lamentável, mas espero que a mentalidade regional sobre esse assunto mude, na medida que os casais começarem a reclamar de tal fenômemo. Se isso não acontecer, em breve, muito breve, teremos casas de swing somente para singles masculinos!

Mas tirando isso a casa merece uma nota 8,5.

Nesse dia (sábado de carnaval), ficamos vendo o movimento e depois de algum tempo resolvemos tntar transar no sofazão que tem na parte de cima da casa. Muito complicado, devido ao grande número de singles. Aí, descemos e ficamos a beira da piscina olhando a mulherada pelada. Depois de uma única cerveja dividida por nós dois, tomamos coragem, tiramos a roupa, digo, eu tirei tudo e ela, resolveu entrar de calcinha. Disse que tava com vergonha – sei lá do que – mas enfim. Acredito que foi para aproveitar e já lavar a calcinha, pois em poucos minutos, já estava pelada, dentro da piscina, rebolando na minha rola muito dura de tanto tesão. Aliás, os dois estávamos bem excitados com aquilo tudo, pois a poucos centímetros de nós, as pessoas sabiam o que estava rolando. Muito sexo dentro da piscina da Beach Club.

Depois de alguns orgasmos, já fumando um cigarrinho dentro da piscina eis que surge um casal muito louco. Ela, parecia estar numa prova de salto ornamental, pois sismava em mergulhar na piscina, sair pelo outro lado e começar tudo de novo, num ciclo redondo em volta da piscina que estava nos deixando tonto. E o marido, aplidado carinhosamente de Jairo, se portava como o famoso roupeiro de casa de swing, segurando as roupas dela e a toalha. Começaram a falar de uma tal de GA10, em SP, uma casa de swing onde você paga um X, come churrasco a vontade e bebe chopp germânia. Cara, até aí tudo bem, mas o problema é que durante toda a noite, eles ficaram falando do chopp germânia, do tal do Jairo, dono do GA10 e a danada no seu ciclo redondo em volta da piscina mergulhando como um golfinho e nadando como uma orca apavorada. Nós não aguentávamos mais ouvir o tal do Jairo e a tal da Germânia!

Nos vestimos e fomos embora, afinal, ainda precisava de uma bela chupada enquanto dirigia pelas ruas de Praia Grande. Acabei gozando gostoso, mais uma vez na boca da minha deliciosa esposa, enquanto voltávamos para casa.

O restante do carnaval, foi todo na Beach Club. Fomos todas as noites e nos divertimos muito. Inclusive, na noite de domingo, levamos um casal conosco, que havia pedido para conhecer a casa. Fizemos uma boa amizade que culminou numa transa no mesmo ambiente, que será contada no próximo episódio da nossa saga pelas putarias caiçaras.

Deixo aqui um registro que o pessoal da casa ouviu nossas reclamações e limitaram o acesso dos tarados em alguns ambientes da casa, proporcionando uma maior tranquilidade aos casais que preferem não se envlver com singles nas casas de swing.

Numa das noites, não me pergunte qual, em determinado momento que estávamos no tal sofazão, um casal começou a se pegar perto de nós e perdemos a orpotunidade de uma interação. Ela praticamente se deitou no nosso colo para ser chupada pelo marido e ficamos apenas olhando.

Mas foi show, pois quando olhamos para o resto do ambiente a putaria era geral. Muitos casais, homens e mulheres numa orgia fantástica!

Abraços ao Casal Hot 33 (Roni e Soninha), pessoas hiper do bem e super alto astral e ao casal MALAN, proprietários da Beach Club. Voltaremos sempre.

carnaval 2010 - menage com o Thor

Do jeito que ela gosta. Com duas rolas prontas para gozar na boquinha dela